Era ainda cedo quando chegámos a Mortágua,

Era ainda cedo quando chegámos a Mortágua, após o cafézinho e a tentativa de encontrarmos o posto de turismo aberto em busca de mais informação, fizemos uma rápida visita à vila, nomeadamente ao bonito Jardim da Praça 25 de Abril e à Igreja Matriz.  Seguimos pela estrada que faz ligação a Águeda, passando a localidade de Carvalhal saímos à direita e após passarmos a Ponte das Laceiras encontrámos, junto à estrada, a placa de início do percurso.  O Percurso Pedestre das Quedas de Água de Paredes segue o curso da Ribeira de Paredes, que também é apelidada de Ribeira dos Moinhos. Até à aldeia de Paredes passámos pelas ruínas de diversos moinhos de rodízio, onde junto de alguns o espaço foi aproveitado para a criação de agradáveis áreas de repouso.   Ao longo de todo o caminho ouve-se o som de água a correr, o chilrear dos pássaros e o coaxar das rãs, tivemos mesmo a sorte de fotografar algumas, assim como um gordíssimo sapo e um caracol, que apesar de se esforçar não conseguiu fugir-nos… Em alguns locais o caminho é um pouco escabroso, mas é um percurso que não apresenta grandes dificuldades, tendo apenas uma pequena subida com alguma dificuldade após o lavadouro, na chegada à aldeia.  Chegados à aldeia de Paredes, circundada por férteis campos agrícolas, seguimos á direita, voltando a encontrar a ribeira. Primeiro por trilho, depois por estradão de terra pelo meio da floresta, fomos conduzidos às Quedas de Água. Este local poderia ser o paraíso, não fossem os vestígios da presença humana, pois os dois recipientes para o lixo existentes no local encontravam-se a transbordar, andando já algum lixo espalhado no chão. Além da escassez de recipientes para o lixo poderão faltar também mais alguns meios de apoio, nomeadamente bancos e mesas, pois neste local apenas existe um banco e tal como nós, os visitantes poderão aproveitar o local para petiscar alguma coisa, para depois efectuarem os 7 kms de regresso ao ponto de partida.  Acabado o repasto subimos por umas pedras do lado direito da cascata e deparamo-nos com outra cascata ainda maior e mais espectacular, aqui sim… era o paraíso… uma enorme queda de água caindo numa piscina natural, valeu a pena o esforço da pequena escalada até ali

اترك تعليقاً

لن يتم نشر عنوان بريدك الإلكتروني. الحقول الإلزامية مشار إليها بـ *