A QUE REGRAS ESTÁ SUJEITA A ÁGUA QUE CONSOME?

água potável é o produto mais controlado. Para estar isenta de contaminação na torneira do consumidor, deve respeitar normas particularmente rigorosas e responder aos parâmetros fixados pela autoridade competente e União Europeia (EU).

Do ponto de vista legal é a EU que define o quadro de referência pelo qual Portugal se deve reger.

As normas aplicadas são transpostas pela autoridade competente sob o princípio de proteger os mais frágeis (idosos, crianças, etc.)

Estas normas respondem a dois critérios essenciais, a saúde pública por um lado e o conforto do consumidor por outro.

A legislação que regula e que a Águas de Paredes cumpre em termos de qualidade de água é o Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto, que entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2008.

COMO É CONTROLADA A QUALIDADE DA ÁGUA DISTRIBUÍDA?

Para que a água da rede pública chegue a todas as habitações nas melhores condições para consumo humano a Águas de Paredes controla rigorosamente a sua qualidade, em obediência ao disposto no Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto, que entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2008.

De forma a obter uma imagem representativa da qualidade da água distribuída, a nossa equipa, devidamente identificada, procede a colheitas no domicílio do consumidor, em cumprimento do Programa de Controlo da Qualidade da Água (PCQA) aprovado pela autoridade competente – ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.

A estas análises acrescem os controlos efetuados nos seguintes locais:

Nas captações e respetivas estações de tratamento;
Nas ETA de Lever e do Paiva e em todo sistema de distribuição até a entrada no Concelho (pela entidade AdDP – Águas do Douro e Paiva);
Em todo o sistema de distribuição do concelho – Controlo operacional.
O controlo da qualidade garante a verificação de potabilidade da água tanto no que respeita às suas características bacteriológicas como físico-químicas.

Na generalidade a água é considerada apta para consumo humano quando nenhum dos parâmetros ultrapassa uma concentração máxima (valores paramétricos) na água, em que são analisados por um laboratório qualificado e acreditado.

QUAIS OS PARÂMETROS DETERMINADOS?

As análises são realizadas num laboratório qualificado para efetuar as determinação previstas na legislação. Os parâmetros são agrupados em função da sua frequência de determinação:

Controlo de Rotina 1,
Controlo de Rotina 2,
Controlo de Inspeção.
Os grupos referidos são constituídos por:

Parâmetros microbiológicos – Indicadores de contaminação microbiológica da água. O incumprimento dos limites estabelecidos pode ocasionar riscos para a saúde.
Parâmetros físico-químicos – A contaminação físico-química geralmente chega aos meios aquáticos através das atividades industriais, agrícolas, águas residuais urbanas não tratadas, etc, ou por ser um elemento constituinte de alguns solos. Estes parâmetros identificam:
Características organoléticas – Turvação, sabor, etc.
Composição físico-química – Temperatura, pH, etc.
Substâncias indesejáveis – Ferro, Nitratos, etc.
Substâncias tóxicas – Chumbo, Crómio, Mercúrio, etc.
Radioactividade – Geralmente este tipo de contaminação deve-se à radioactividade natural e é restrita a determinados tipos de formações geológicas.
Assim, a água distribuída não deverá conter bactérias ou vírus capazes de provocar doenças. O seu conteúdo em substâncias ditas indesejáveis (nitritos, azoto amoniacal, etc.) ou tóxicas (chumbo, crómio, etc.) não deverá nunca ultrapassar os valores paramétricos definidos na legislação em vigor (D.L. 306/07 de 27 de Agosto).

A água deve igualmente ser, transparente, inodora, agradável ao paladar  e equilibrada em sais minerais.

QUE MEIOS SÃO UTILIZADOS?

O controlo da qualidade da água é realizado através de processos técnicos muito rigorosos, nomeadamente através da realização de análises em laboratório acreditado externo de reconhecida competência a nível nacional, com procedimentos de gestão da qualidade implementados, considerado apto pelo ERSAR.

Os nossos técnicos acreditados realizam a colheita e o seu registo e entregam as amostras no laboratório para serem analisadas. O seu transporte é realizado em carrinhas da Águas de Paredes com arcas refrigeradoras para que a qualidade da amostra não seja alterada no caminho até ao laboratório.

اترك تعليقاً

لن يتم نشر عنوان بريدك الإلكتروني. الحقول الإلزامية مشار إليها بـ *